Você está em Página Inicial>Dedetização>Morcegos



CUPINS

RATOS

BARATAS

ARANHAS

TRAÇAS

ESCORPIÕES

FORMIGAS

PULGAS

MORCEGOS

POMBOS































Desentupimento

Água Potável

Hidrojateamento Limpeza de Fossas

Dedetização

Vídeos
Interessantes



Controle de Pragas- Morcegos




Os morcegos são mamíferos pertencentes à Classe Mammalia. São animais vertebrados, possuidores de corpo coberto de pêlos e que nutrem seus filhotes no início de seu desenvolvimento por leite secretado pelas glândulas mamárias das fêmeas. Esta classe é subdividida em 19 ordens, entre as quais encontramos a dos Chiroptera, onde estão agrupados os morcegos. Algumas espécies já estão ameaçadas de extinção.

O nome Chiroptera origina-se de Chiro=mão, e Ptero=asa, com a mão transformada em asa. É a segunda ordem em número de espécies, com aproximadamente 1000 espécies identificadas.

São os únicos mamíferos com capacidade real de vôo, propiciada pela membrana que une 4 dos 5 dedos do membro anterior, formando a asa. Outras espécies, como o esquilo-voador, apenas planam, após saltar de lugares altos .

Nas residências normalmente estão alojados nos forros, caixas de persiana, e aparelhos de ar condicionado,  trazendo grande desconforto devido ao odor de suas fezes, e ao barulho que fazem.

Mas  a principal preocupação está relacionada ao acúmulo de fezes. Estas secam, se pulverizam, e com a agitação dos morcegos formam pequenas partículas que flutuam podem transportar agentes patogênicos causadores de doenças.

Devemos afugentá-los sem causar danos a colônia, e realizar a vedação do local para impedir seu retorno. Após o afugentamento é bom que seja feita uma inspeção anual para verificar se há alguma nova colônia formando-se no local.


O nome Chiroptera origina-se de isto é, animais com a mão transformada em asa. É a segunda ordem em número de espécies, com aproximadamente 1000 espécies identificadas. A ordem Chiroptera é dividida em duas subordens: os Megachiroptera com uma única família Pteropodidae, e os Microchiroptera, que inclui todas as outras famílias.
Infelizmente, estes termos são um tanto quanto enganosos, já que alguns dos Megachiroptera são menores do que certos Microchiroptera.

 

Os morcegos são mamíferos que nutrem seus filhotes no início de seu desenvolvimento por leite secretado pelas glândulas mamárias das fêmeas. 

 

São os únicos mamíferos com capacidade real de vôo, propiciada pela membrana que une 4 dos 5 dedos do membro anterior, formando a asa. Outras espécies, como o esquilo-voador, apenas planam, após saltar de lugares altos.

O osso do metacarpo e o segundo e quinto dedos dos membros anteriores são alongados, e entre eles existe uma membrana, chamada quiropatágio. A membrana se estende dos dedos até ao lado do corpo e deste até à base dos membro posteriores. A asa inteira de um morcego é chamada patágio. Muitas espécies têm também uma membrana entre os membros posteriores incluindo a cauda. Esta membrana é o uropatágio.

O patágio está cheio de delicados vasos sangüineos, fibras musculares e nervos. No tempo frio, os morcegos enrolam-se em suas próprias asas como num casaco. No calor eles as expandem para refrescar seus corpos.

O polegar e às vezes o segundo dedo dos membros anteriores têm garras, bem como os cinco dedos dos membros posteriores. As garras traseiras permitem aos morcegos agarrarem-se aos galhos ou saliências. Os morcegos também podem se mover no chão, mas são bastante desajeitados.

 

Os morcegos ocorrem em quase todo o planeta, só não sendo encontrados em locais muito frios como nos pólos. São em geral pequenos, na grande maioria não excedendo 100 gramas de peso.

 

Os morcegos tem a dieta mais variada entre os mamíferos, pois podem comer frutos, sementes, folhas, néctar, póle, artrópodes, pequenos vertebrados, peixes e sangue. Somente três espécies se alimentam exclusivamente de sangue: são os chamados morcegos hematófagos ou vampiros, encontrados apenas na América Latina e no Sul do México. Dessa maneira, morcegos contribuem substancialmente para a estrutura e dinâmica dos ecossistemas, pois atuam como polinizadores, dispersores de sementes e predadores de insetos (incluindo pragas agrícolas). Possuem ainda o extraordinário sentido da ecolocalização (biossonar ou orientação por ecos), que utilizam para orientação, busca de alimento e comunicação

 

 

·           ORDEM CHIROPTERA

 

  Subordem Megachiroptera

§   Pteropodidae

·         Esta família  inclui 143 espécies de morcegos de grandes dimensões e hábitos alimentares frugívoros e nectarívoros. São conhecidos pelo nome genérico de morcego-da-fruta e são nativos das regiões tropicais da Ásia, África e Oceania. A família Pteropodidae é a única da subordem Megachiroptera.

 

Subordem Microchiroptera

§   Superfamília Emballonuroidea

§   Emballonuridae

·         Emballonuridae é uma família de morcegos tropicais e sub-tropicais encontrados em todo o globo.

§   Superfamília Rhinopomatoidea

§   Rhinopomatidae

·         Esta família de  morcegos que possui apenas um género, Rhinopoma, com seis espécies. Podem ser encontrados no Velho Mundo, do Norte de África até à Tailândia e Sumatra, em ambientes áridos ou semi-árido. Descansam em cavernas, casas e mesmos nas pirâmides construídas no Egito.

·         O seu nome em inglês é mouse-tailed bats, significando morcegos de cauda de rato: este nome deriva de possuirem caudas lisas e que são quase tão compirdas como o resto do corpo.

·         São animais insectívoros.

§   Craseonycteridae

·         O morcego-nariz-de-porco-de-kitti (Craseonycteris thonglongyai) é uma espécie de morcego da família Craseonycteridae. Pode ser encontrado na Tailândia e Mianmar. É a única espécie do gênero Craseonycteris. Este morcego é considerado o mamífero de menor porte, pesando aproximadamente 2 gramas e envergadura de 3 cm quando adulto.

§   Superfamília Rhinolophoidea

§   Rhinolophidae

·         Esta família de morcegos  incluí cerca de 130 espécies em 10 géneros.

·         Estão presentes na Europa, África, Ásia, Austrália, e em alguma ilhas do Pacífico. Podem habitar em troncos de aŕvores, em cavernas, ou em ramos de árvores.

·         São morcegos insectívoros, caçando durante o voô.

§   Estes morcegos, nas regiões mais frias, hibernam durante o Inverno. Pelo menos uma espécie é migratória.

§   Nycteridae

·         Nycteridae é uma família de morcegos, que consiste num único género, o Nycteris. Podem ser encontrados na África, sudoeste e sudeste asiáticos, Malásia Oriental e Indonésia.

§   Megadermatidae (Falso vampiros)

·         Megadermatidae é uma família de morcegos, conhecidos como falsos-vampiros, distribuída pela África, Ásia e Austrália.

§   Superfamília Vespertilionoidea

§   Vespertilionidae

·         Esta  família de morcegos pertencente à subordem Microchiroptera. Possui cerca de 300 espécies, distribuidas por todo o mundo, muitas delas nativas da Europa e América do Norte.

·         A maioria são morcegos insectívoros, mas algumas espécies de morcegos caçam peixes, e outras  podem apanhar, ocasionalmente, aves em pleno voo.

§   Superfamília Molossoidea

§   Molossidae

·         São conhecidos como morcegos de cauda livre, pois sua cauda se estende bastante além do uropatágio. Os molossídeos são comuns em cidades e no campo e são poderosos predadores de insetos, contribuindo em muito no controle destes últimos. O grupo tem 16 géneros e 85 espécies.

§   Antrozoidae

·         É uma espécie de morcego que pode ser encontrado desde o Canadá ocidental até ao México. Têm um comprimento de 92 a 135mm.

·         São morcegos insectívoros, alimentando-se de insectos como gafanhotos e escorvpiões, sendo capazes de consumir até metade do seu peso em insectos em cada noite.

·         A época de reprodução destes morcegos ocorre desde Outubro até Fevereiro.

·         É um tipo de morcego único, visto ser homeotérmico e heterotérmico. Conseguem controlar e equilibrar a temperatura corporal durante a hibernação de Inverno e em outras alturas de descanso.

§   Superfamília Nataloidea

§   Natalidae

·         Esta familia de morcegos possuí três gêneros, com oito espécies. São endêmicos da região Neotropical , ocorrendo desde a América Central até a América do Sul. São caracterizados por possuírem um tamanho pequeno, uropatágio grande e terem as pernas maiores que o corpo.

§   Myzopodidae

Esta família de morcegos é endêmica de Madagascar.

§   Thyropteridae

·         Os morcegos desta família podem ser encontrados na América Central e América do Sul, normalmente em florestas tropicais húmidas. É uma pequena família constituída apenas por um género e quatro espécies.

§   Furipteridae

·         Os morcegos desta família habitam a América Central e América do Sul. São morcegos conhecidos por terem um polegares reduzidos, recobertos pelas membranas alares. Esta família possuí apenas dois géneros, cada um deles com uma espécie. São insectívoros.

§   Superfamília Noctilionoidea

§   Noctilionidae

·         A família agrupa os morcegos pescadores. Mas não só de peixe vive o morcego, pois também mantém em sua dieta grandes insetos e pequenos anfíbios. O grupo tem apenas um género, o Noctilio, e duas espécies.

§   Mystacinidae (morcego-de-rabo-curto da Nova Zelândia)

·         Esta família de morcegos  possui apenas um género, Mystacina, com duas espécies.

·         Os membros desta família são os que menos se assemelham a típicos morcegos. Passam grande parte do tempo no solo e têm a habilidade única de poderem enrolar as suas asas numa membrana, quando não as usam.

§   Mormoopidae

·         Os morcegos desta família podem ser encontrados da América Central e na América do Sul, desde o sul do México até ao sudeste do Brasil. A família é composta por dois géneros, com 13 espécies. Abrigam-se em cavernas e em túneis. Alimentam-se de insectos enquanto voam.

§   Phyllostomidae

·         Esta família de morcegos é encontrada em regiões tropicais e subtropicais das Américas. Agrupa 55 gêneros e 160 espécies, incluindo os morcegos conhecidos como vampiros. É a família de morcegos mais numerosa no território brasileiro, com pelo menos 90 espécies, e também a com maior diversidade de hábitos alimentares no mundo.

·         Os morcegos vampiros pertencem à subfamília Desmodontinae que é composta por apenas três espécies: Desmodus rotundus, Diaemus youngi e Diphylla ecaudata. Esta subfamília ocorre apenas na América Central e América do Sul e sul do México .



Desentupimento

Água Potável

Hidrojateamento Limpeza de Fossas

Dedetização

Vídeos
Interessantes

Confiança Desinsetizadora e Desentupidora – F: 51 3092-0800 – confiancapoa@gmail.com